terça-feira

Mais um dia na Casa Amarela

Onde os pássaros voam e cantam fora de gaiolas...
almofada de alfazema, bordada com um pássaro
 Onde as gaiolas são dominadas por plantas e borboletas...
 Onde os cães correm e brincam até "caírem" para o lado...
"- Malibu, já estás a dormir?!"


"-Então também já posso dormir:)" - Pensamentos da Golden
 Onde bordar dá outro prazer! Voltei a pegar no meu "Gardener's journal" do stitch-a-long.
 Enquanto isso, o velhote  ressonava debaixo da minha cadeira.
Que bem que se está no campo!

segunda-feira

Últimos dias de férias!!

Há que aproveitar bem, começando  pelo pequeno almoço ao ar livre, porque depois será dentro de 4 paredes.
 A trupe canina sempre por perto à espera das côdeas. Reparem no Malibu...
 Esta manhã dediquei o meu tempo a fazer o bloco para o patchsolidário.
Mesmo na deadline
Tentei terminar alguns trabalhos pendentes mas, uma vez mais, dediquei-me a bordar um novo desenho, não tenho mesmo solução!
O final da tarde foi de jardinagem. Enquanto limpava o terreno com o ancinho não me faltou o "apoio moral" do Malibu.
Terminei o dia com um "mergulho" na "minha" Serra.

quarta-feira

Li e "roubei" porque tem a "minha cara"!

"Sou como um livro, há quem me interprete pela capa, há quem me ame apenas por ela... Há quem viaje em mim, há quem viaje comigo, há quem não me entenda, há quem nunca tentou... Há quem sempre quis ler-me, há quem nunca se interessou, há quem leu e não gostou, há quem leu e se apaixonou... Há quem apenas busca em mim palavras de consolo... Há quem só perceba teoria e objectividade...
Mas, tal como um livro, sempre trago algo de único... o melhor de mim ♥"
Quase sempre perto do mar;)

terça-feira

Contornos

Tentei me dedicar esta tarde a fazer estes contornos, mas sem muito sucesso!!
 Os meus bordados são, na maioria das vezes, um reflexo dos meus sonhos. Este quadro foi um presente do dia da Mãe juntamente com presentes feitos pelos meus filhos!! Era para a nossa casa "Entre a Serra e o mar" que nunca chegámos a comprar, o sonho tropeçou no meu meningioma e teve que ser adiado. Agora está na altura de terminar este "armário" para as ferramentas de jardinagem, vai ficar mesmo bem no meu "Refúgio";)

quarta-feira

terça-feira

"Inventei a felicidade"

A  avó Teresa, com 96 anos, outro dia disse à minha Tia:
- Teresinha adoro uma frase, mas não sei se li ou se pensei nela!
- Qual, mãezinha?!
- "Inventei a felicidade".
A minha avó sempre disse que eu era muito parecida com ela e aqui está mais uma prova, fiquei fascinada com esta frase e  tento viver "inventando" constantemente a felicidade.

Hoje seria o aniversário da Avó Nazareth, mãe de seis filhos!! Recordo-me sempre desta minha avó açoriana  viver, quando entrou na casa dos 90, com um gato por companhia, passando horas a ver fotografias (guardadas numa mala, que agora está em casa do meu Pai) alternando com momentos passados à janela .
Os meus pensamentos mais carinhosos dedico-os hoje às minhas avós. 

sábado

Um novo projecto...

...vai nascer entre irmãs.
A "irmã" Z. fez o desenho do logótipo,


...que será bordado e trabalhado por mim,a professora de Ciências, irmã da Bailarina!
Espero que um dia as 2 "irmãs" que faltam se juntem a este projecto, porque só quando formos 4 " for creative" é que sentirei que estamos completas;)

No meu "Refúgio"

Acordei tarde, descansada e sentindo..."que bem que se está no campo"! O meu corpo moído de trabalhar a terra e de alancar com um termo acumulador ( ver se é desta que tenho duche quente!), precisava mesmo de uma noite tranquila. Calmamente levantei-me, não saltei da cama como sempre faço na cidade. Vesti "qualquer coisa" porque no campo "qualquer coisa" fica sempre bem e caminhei até ao centro da aldeia. Os velhotes da terra já lá estavam conversando animadamente.Aos que iam chegando davam-se os bons dias, eles eram todos "Ti", Ti João...Ti Joaquim...elas eram as "Ti", Ti Maria e as Donas,Dona Elzira...Dona Henriqueta...Perguntava-se pelos filhos, Pais, netos...faziam-se planos para o almoço,trocavam-se convites e graças. Senti-me fazendo parte da aldeia, de uma grande "família", ninguém me conhece, mas todos me falam.Um dia ainda me vão ver de carrapito ou de lenço na cabeça e serei a Ti Sofia;) Meio dia em ponto, ouve-se uma buzina e chega a carrinha do pão. Mal a carrinha pára os mais jovens, mas com uns largos anos a mais do que eu, abrem as portas das traseiras. O "Ti" que vinha ao volante, apesar da idade sobe agilmente para a carrinha e dá início ao ritual da venda do pão.A ordem de chegada não sei, nem ninguém sabe, o que não tem qualquer importância pois no fundo a ordem é dos menos jovens, que não reconhecem o próprio cansaço,mas que transparece, seguindo-se os que têm mais pressa, terminando nos que gostam de conversar. Peguei no pão quentinho,regressei ao meu refúgio caminhando em direcção à "minha" Serra,como se nela mergulhasse.
Depois de  uma semana a viver com a minha "trupe canina" no campo, sei e sinto profundamente que o meu lugar é sem dúvida "Entre a Serra e o Mar"!

o meu refúgio

sexta-feira

Li...

"Aprendi a prestar atenção aos meus instintos e a reparar quando me sinto ansiosa,para tirar a pedra do sapato antes de me fazer uma bolha"

"Sinto-me completamente feliz,imperturbável na minha solidão, serena(...) a palavra de raiz grega "sozinho" significa "completamente só". Traduz precisamente o que estou a viver, uma sensação desse tipo de totalidade. (...)

"Dou por mim a pensar como tive filhos tão especiais. Nunca encarei verdadeiramente a inevitabilidade de os meus filhos crescerem e de irem(...)" de férias sem mim. "Há menos lágrimas agora, talvez porque comece a perceber que não me pertencem(...) Detêm o controlo dos seus destinos nas próprias mãos. Eu apenas posso desejar "boa viagem"! É uma realidade ao mesmo tempo amarga e doce, mas começo a perceber que o amor floresce quando existe a quantidade certa de ternura combinada com liberdade de acção".

O livro "Um ano à beira-mar" de Joan Anderson termina com tópicos de leitura,aqui fica um deles:

"A autora chegou à conclusão de que todas as mulheres deveriam estar sozinhas durante dois dias por ano,e fazerem disso uma prioridade. Será que uma "sabática" assim seria útil a todas as mulheres? Imagina-se a passar dois dias sozinha? O que esperaria retirar disso?"

sexta-feira

Km a Km de mar, campo e petiscos com a família e amigos


flor do sal, em Tavira
Trilho do barril - Ria Formosa
figo algarvio

doces do Algarve
janelas algarvias
chaminés algarvias
Do sul rumei para norte...



De um lado Portugal...do outro...Espanha!
Entrada em Valença do Minho



loja em valença do Minho
Para terminar em beleza o dia "fabulástico" visitámos a feira de artesanato de Vila do Conde e no Porto jantámos uma francesinha;)
bilros


Começámos a "descer" e claro que não podiam faltar os passeios com a "trupe canina", de férias no Casaínho.
Aproveitámos e fomos, ao final da tarde, a Viseu.


Passámos pelo Alentejo...e regressámos a terras Algarvias;)
Talvez um dia "Entre a serra e o mar"  mude para sul...algures entre a serra e o mar Algarvio!
 Aqui fica a "receita" para umas boas férias: mar à fartasana, intervalando com o campo, temperado com  petiscos regionais ( já ganhei 2 quilinhos) ... uma volta a Portugal ( não de bicicleta!!) e uma visita a nuestros hermanos;) TUDO vivido em  família e com os amigos!!