segunda-feira

Antinflamatórios, relaxantes musculares, ansiolitícos?! Não me parece!

Vivi um sábado em pleno, fazendo coisas de que gosto e o resto...é conversa! Ainda em Lisboa, num prédio, mas com a luz que só a nossa cidade tem, desci para o passeio matinal da minha trupe canina. A rua estava vazia, mas regras são regras e coloquei as 3 trelas, o que me obriga a fazer "Bilros" durante todo o passeio evitando enrolar-me nas trelas! Um cão vadio, interrompe o meu sossego e, de cauda erguida, reclama alguma autoridade ao que os meus responderam com comportamento de matilha, estacaram o passo, ergueram as caudas e reclamaram o território. Antes que trocassem ladrares e acordassem o quarteirão inteiro, puxei-os, atravessei, andei às voltas... e finalmente consegui enfiá-los de castigo no prédio e ponto final no passeio para aprenderem a ser mais simpáticos e menos arruaceiros. Deve ser à conta deles e não apenas das minhas cervicais que estou feita num 8, mas decidi que não há mal que não tenha cura, pelo menos em parte, e este mal sei eu o que fazer. Fui então para a minha 1ª aula do ano de hidroginástica. À chegada fui recebida, timidamente, por um "Amo-te, tia Sofia" da Verinha a que se seguiu  um "Amo-te" muito docinho do pequenote André, que em tudo imita os irmãos. Tinha ganho o dia;) Sempre acreditei que se educarmos muito bem o 1º filho temos meio caminho andado para as restantes "cópias" que nos primeiros anos criam uma grande cumplicidade com os mais velhos deixando-os ser lideres. Se tivermos um bom líder temos  quase a garantia de bons resultados...Já me perdi!!
Rebobinando...estava na hidroginástica?!
A criançada foi para a natação e eu e a minha cunhada fomos para a hidroginástica com uma professora 5 estrelas, sorridente, que nos põe sempre a "bombar", ao som de boa música, que canto mas não ganho espaço porque ninguém me ouve. Na água nem parece que sofro das cervicais e afins, até danço! No relaxamento final sinto-me nas nuvens! E com tanto exercício veio a fome. Fomos comer pizzas que é o mais prático para quem almoça fora com 3 crianças pequeninas. Claro que a pizza mais cobiçada foi a da tia Sofia e não a pedida especialmente para os mais novos. Sobrou uma pizza inteira que os netos levaram para os avós como consolação por terem ficado a desmontar todos os enfeites de Natal. Matei saudades do tempo em que os meus jovens adultos não passavam de um belo ramalhete de crianças;)
À tarde preparei o meu bordado...
 Entusiasticamente iniciei mais um bordado, embora tenha uns quantos trabalhos por terminar, mas não dão para fazer no jardim.

un chat dans l'aiguille


 Pensar na Europa  debaixo de um imenso temporal e que, na nossa fronteira foi impedido de passar, continuando  Portugal a ser  o refúgio do Sol e Céu limpo!!
No final da tarde fui surpreendida pela visita da minha "cara metade" para irmos ver o Sol a "mergulhar" na nossa praia.
O "toque para a sáida" é dado pelo sol, apanhámos os últimos surfistas a bandonar o mar
O sinal é para recordar que estamos na época balnear dos cães!

Teimosa, como eu, esta flor não se fechou até não haver réstia de sol
...estas, como todas, fechavam-se ao ritmo marcado pela despedida do sol
 Abandonámos a praia e fomos cumprir as nossas obrigações, para com os nossos filhos, fomos às compras na aldeia para encher o frigorífico para os insaciáveis estudantes! Mas até isso fiz com prazer, enquanto fazemos compras pomos a conversa em dia e trocam-se receitas.
Para finalizar o dia em GRANDE, antes do desconsolo de regressar à cidade, fui ao "Trapos e Rendas" e finalmente tenho o meu presente tão desejado! Há quase um ano que andava a pensar "Compro?! Não compro?!". Como sou de ideias fixas e estou farta de ouvir os deprimidos a falar da crise, COMPREI e já está ao lado do meu sofá. Tenho muito que bordar .
caixa com a coleção TODA da linha mouliné da DMC
a carta de linhas e a História da DMC
interior de uma das gavetas
 No domingo, como tive de arrumar todos os enfeites de Natal e guardar no sótão dos meus Pais, ainda não desfrutei do meu presente. Para repor as energias gastas regressámos pela Malveira, Guincho, fazendo toda a marginal. Hoje durante o Dowton Abbey vou estrear a minha caixa onde repousa o meu novo bordado. Um dia espero conseguir arrumar a minha caixa de linhas tal como na imagem da net!

2 comentários:

Paula Pessanha disse...

Adorava ter essa caixa de linhas...tenho de a ver melhor! Numa revista que comprei vi o site mas não procurei...
Começaste um bordado novo? Estou a meio do SAL italiano... e finalmente chegou o livro do presépio de lã que encomendei... decidi começar a fazê-lo já, será consigo terminar para o próximo natal? ah, ah, ah,será?
Beijos

Borboleta Serrana disse...

O meu SAL italiano nunca mais sentiu as minhas mãos! O esquema está tão pouco nítido que perco a paciência, mas como temos um ano para o ir fazendo...depois copio pelo teu já terminado,ehehhe!

O presépio quero vê-lo acabado!!!!

bjns