sexta-feira

Encontro de tricot

Ontem andei meio tristonha. Fugi até à minha Serra e, no encontro de tricot, passou-me. Enquanto matava malhas, matava a tristeza e, junto com ela, desvanecia o meu cansaço de mais um final de ano lectivo. Tricotando aumentos, aumentava a serenidade. O ritmar das agulhas, intervalado com dois dedos de conversa, devolveu-me a paz. É sempre bom um refúgio como este que, encontrei recentemente na "minha" Serra, no Café Saudade.

2 comentários:

Inês M. disse...

Ainda bem que tem um hobby que a anima e lhe faz bem à mente ;)

Borboleta Serrana disse...

Também digo!
E não tenho apenas um hobby, o que é muito bom;)