sábado

Alter e feira de Estremoz

Malha 
Hotel Convento de Alter, bom para descansar após uma semana de trabalho. Uma pequena nota, um aviso, se quiserem dormir sem ruído, solicitem um quarto no primeiro andar! Segundo a simpática rapariga da recepção, atribuiu-nos um dos melhores quartos em termos de localização mas depois chegaram "Os Senhores dos balões que preparam a saída às seis da manhã!" e que nos acordaram com um ruído de esferas de metal (?!) a caírem e a rolarem no chão. Gosto de acordar cedo, mas não com ruído!
Alter Real
Manhã na feira de Estremoz, ora parando para conversar, ora caminhando para escutar.
" Sou cigano mas dou a minha palavra de homem"!
"Gosto de coleccionar! Vou substituindo cada peça por outra que gosto mais. Gosto das peças antigas, que têm uma história, que têm vida! Os livros é que me custa muito! Há um individuo que me compra os livros para ter uma biblioteca "bonita", sei que cada livro que lhe vendo é um livro que morre!"
Senhas na feira!
 Não gosto de gaiolas e muito menos com pássaros, mas estes tinham umas cores fabulosas!
Procurámos um lugar "só nosso", onde fizemos um piquenique, fugindo assim ao reboliço dos restaurantes!
Regressámos a casa e à família, evitando autoestradas.
Última paragem, na Barragem de Montargil.

escamas; os restantes vestígios da passagem dos pescadores por aqui,  infelizmente, eram plásticos!
Xaile Urze Outonal

2 comentários:

Adriana Costeira disse...

Já estive nesse convento Sofia, é lindíssimo !!!
Beijinhos e bom fim-de-semana!

Inês Sousa de Menezes disse...

Belas fotografias ;)